Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um pássaro sem poiso

Palavras soltas, livres, voando por aí

Um pássaro sem poiso

Palavras soltas, livres, voando por aí

14.04.22

Desembarque


Isa Nascimento

O pontão range violentamente

Ao sentir-se estrangulado

Pelas amarras que os marinheiros lançam

No momento de atracar o barco

 

Num grito de angústia reclama

Está cansado das tempestades

Que lhe atiram as ondas do rio

 

Um gemido profundo e tenebroso

Pelas centenas de pessoas que aí vêm

Assim que as portas da embarcação abrirem

 

Sente-se gasto e usado

Triste com tanta ingratidão e indiferença

Das gentes que por ele passam

Sem darem pela sua presença

 

Setembro de 2020

20200919_171758

12 comentários

Comentar publicação