Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um pássaro sem poiso

Palavras soltas, livres, voando por aí

Um pássaro sem poiso

Palavras soltas, livres, voando por aí

21.09.22

Dia Mundial da Pessoa com Doença de Alzheimer | 21 de setembro 2022


Isa Nascimento

Ver-te assim, minha mãe,

menos do que uma sombra

do que foste outrora,

encolhida, de punhos cerrados

como no ventre da tua mãe,

causa em mim o indizível.

 

Em vão procuro palavras

mas sem palavras me fico

muda, contemplando-te.

Esforçando-me para te ver

para lá de um rosto morto-vivo

por detrás dos teus olhos verde-água

onde mergulho, procurando-te,

chamando o teu nome,

pedindo-te que me abraces mais uma vez.

 

Jazes silenciada, olhando-me imóvel

no teu leito prisioneira.

 

Janeiro de 2020

20211114_121623

21 comentários

Comentar publicação