Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um pássaro sem poiso

Palavras soltas, livres, voando por aí

Um pássaro sem poiso

Palavras soltas, livres, voando por aí

15.10.20

Diante de mim


Isa Nascimento

Olhei para o céu enladrilhado

Pequenos tufos de lã alva

Imaculadamente brancos sobre o céu anil

Transformado em paleta de azuis

 

Olhei para lá das árvores

Que me davam os bons dias

Agitando suavemente os braços

Céu, nuvens, árvores e lago cerúleo

A pintura perfeita diante de mim

Recebendo minha alma em seu abraço

Oferecendo-me o seu colo

Imenso e acolhedor, seguro

 

Lembrei os olhos da minha mãe

Vi-os entre os salpicos brancos

Naquele imenso céu azul

 

Para onde quer que olhasse

Lá estavam eles, os olhos dela

Cristalinos como um espelho d’água

Sorrindo, dizendo-me que era hora

De tirar os olhos do espaço celeste

E deixar por lá as mágoas

 

Setembro de 2020

20200901_093040.jpg

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.