Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um pássaro sem poiso

Palavras soltas, livres, voando por aí

Um pássaro sem poiso

Palavras soltas, livres, voando por aí

05.11.20

Inverno


Isa Nascimento

Cheira a terra molhada

A almas penadas

Chorando baixinho

Como a morrinha que vai caindo

 

Cheira a bafio

A vidas presas por um fio

Olhando o céu cinéreo

Em busca de salvação

 

Cheira à comiseração

De mil atos de contrição

Aprisionados nas folhas húmidas

Das árvores que se agitam, nervosas

 

Cheira a arrependimentos

O mais vão dos sentimentos

Das gentes que seguem dormentes

Fitando o chão sem ver o caminho

 

Agosto de 2020

20200225_100113.jpg

 

32 comentários

Comentar publicação

Pág. 1/2