Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um pássaro sem poiso

Palavras soltas, livres, voando por aí

Um pássaro sem poiso

Palavras soltas, livres, voando por aí

30.09.20

Mataram a cameleira…


Isa Nascimento

20200808_115641.jpg

 

 

E não consigo entender porque o fizeram. 

Talvez não fosse uma árvore asseada, pois espalhava as suas folhas pelo quintal dos donos e ainda pelo dos vizinhos, mas a sua copa sempre verde era um regalo para a vista e, penso eu, proporcionava-lhes uma bela sombra.

 

20200301_165322.jpg

 

Quando estava em flor, cheia de lindas camélias rosa-choque, eu gostava de ficar à janela a admirá-la. Tirei-lhe até algumas fotografias que, infelizmente, nunca conseguiram captar toda a sua beleza.

 

Este verão deram cabo dela.

Não sei se foi de propósito ou sem querer, mas a verdade é que aquilo que pareceu uma poda exagerada revelou-se fatal para aquela preciosa cameleira.

Há dias cortaram o tronco seco e esquelético que restava. Foi melhor assim.

Prefiro olhar para o pátio descoberto do que ver aquela árvore morta todos os dias, logo de manhã, ao levantar a preciana…

20200930_081642[1].jpg

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Isa Nascimento

    30.09.20

    pois... a minha compreensão não alcança nenhum dos casos.
    Beijinhos Green Eyes
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.