Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um pássaro sem poiso

Palavras soltas, livres, voando por aí

Um pássaro sem poiso

Palavras soltas, livres, voando por aí

05.12.19

O raminho no meu parapeito


Isa Nascimento

No meu parapeito estava um raminho

Caído, inerte, recebendo o dia que despontava.

Nas várias folhas amarelas suas filhas

Brilhavam as gotas da chuva da noite

Dando-me os bons dias quando abri a janela.

 

Era só um raminho morto e imóvel

Mas assim enfeitado de cristais

Esperando, coroado de brilhantes, que o vento o levasse

Tornou-se meu e especial.

 

Novembro de 2019

20191127_105044.jpg

 

16 comentários

Comentar publicação