Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um pássaro sem poiso

Palavras soltas, livres, voando por aí

Um pássaro sem poiso

Palavras soltas, livres, voando por aí

25.09.20

Pescador


Isa Nascimento

Um pescador solitário

pescava no meio do rio.

Ali estava, tranquilo,

no seu barquinho frágil,

indiferente aos que passavam

e aos olhos que nele poisavam.

 

Baloiçava o seu barco

na ondulação provocada

por outra embarcação,

que com ele se cruzava

nas águas partilhadas.

Mas nada o atemorizava.

 

A cabeça não levantava

Nem desviava o olhar,

Fitando o colo, os pés,

As mãos ou o convés…

Ninguém sabia,

pois tudo escondia.

 

Lá ficou descansado

no rio novamente calmo.

Cada vez mais pequenino,

de contorno indefinido,

fez lembrar um menino

brincando no tanque d’aldeia.

 

Setembro de 2020

20200710_104254.jpg

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Isa Nascimento

    26.09.20

    Bom dia Etan, que bom ser acolhida pela manhã por estas suas palavras maravilhosas
    Também sinto que este pescador se protege no seu refúgio com o amigo barco, amigo rio, a apaziguante cidade vista de longe... o peixe será um mero pretexto.
    As suas palavras são um precioso incentivo para continuar a ver a poesia do mundo à minha volta e nas garrafas que possa encontrar "a navegar nas águas"
    Bom fim de semana Etan.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.