Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um pássaro sem poiso

Palavras soltas, livres, voando por aí

Um pássaro sem poiso

Palavras soltas, livres, voando por aí

10.01.20

Quisera eu


Isa Nascimento

Gostava de não me sentir assim

Comecei até a arrumar o guarda-fatos

Retirando tudo o que de velho havia

Para deitar fora,

Dar, doar, livrar-me do passado

Personificado nos objetos

Que amontoei na minha cama

Acreditando que com eles

Iriam também as mágoas

Que o nó na garganta

Se desataria

E eu conseguiria por fim

Respirar profundamente,

Aliviada, livre

Liberta da saudade

Da desilusão da espera vã.

 

Mas nada mais levavam consigo

Para além do pó.

Peças usadas, marcadas pelo tempo

Que chegavam ao fim da sua vida

Com o destino traçado no lixo.

                     

Quisera eu ir com elas

Já que as minhas penas teimavam em não ir.

 

Agosto de 2017

Férias 2012 - Norte 097.JPG

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.