Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um pássaro sem poiso

Palavras soltas, livres, voando por aí

Um pássaro sem poiso

Palavras soltas, livres, voando por aí

12.12.20

Saudade


Isa Nascimento

Sente-se

Em nada se diz

Está no abraço não dado

No beijo atirado

Em tudo o que não fiz

 

Saudade

O quanto abarca

De momentos idos

Com tanto de indizível

Noutros tantos não vividos

 

No coração

Na mente

No âmago do ser

Se encontra

Se ressente

Saudade amarga

Por vezes doce

Impregnada em mim

 

Volátil e impalpável

Na inexistência existe

Fiel companheira

Traiçoeira e triste

 

Dezembro de 2020

20201117_092710.jpg

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.