Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um pássaro sem poiso

Palavras soltas, livres, voando por aí

Um pássaro sem poiso

Palavras soltas, livres, voando por aí

16.07.21

Sem-abrigo


Isa Nascimento

Por onde andas tu, minha morada

que procuro e não te encontro?

Para lá da planície

onde o meu olhar não te alcança?

No fundo do lago

onde não há luz que te ilumine?

Entre as dunas do deserto

onde o sopro do vento te desvanece?

 

No fundo de uma viela estreita

Te vislumbro e corro para te alcançar,

Mas sem sorte vai esta minha senda

Cheguei tarde para te habitar.

 

Sumiram-se as vidraças dos caixilhos quebrados,

Entra o frio pela porta entreaberta.

Nada me detém nem convida a ficar,

Sigo o meu caminho sem te achar,

Sem parar de te buscar.

 

Julho de 2021

20210704_140703.jpg

 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.