Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um pássaro sem poiso

Palavras soltas, livres, voando por aí

Um pássaro sem poiso

Palavras soltas, livres, voando por aí

16.07.21

Sem-abrigo


Isa Nascimento

Por onde andas tu, minha morada

que procuro e não te encontro?

Para lá da planície

onde o meu olhar não te alcança?

No fundo do lago

onde não há luz que te ilumine?

Entre as dunas do deserto

onde o sopro do vento te desvanece?

 

No fundo de uma viela estreita

Te vislumbro e corro para te alcançar,

Mas sem sorte vai esta minha senda

Cheguei tarde para te habitar.

 

Sumiram-se as vidraças dos caixilhos quebrados,

Entra o frio pela porta entreaberta.

Nada me detém nem convida a ficar,

Sigo o meu caminho sem te achar,

Sem parar de te buscar.

 

Julho de 2021

20210704_140703.jpg

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Isa Nascimento

    17.07.21

    Exatamente minha querida, uma "grande tristeza, misturada com uma doce nostalgia."
    Sentimentos antagônicos que mexem connosco....
    Bom descanso, amiga Sandra.
    As tuas palavras são sempre reconfortantes
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.