Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um pássaro sem poiso

Palavras soltas, livres, voando por aí

Um pássaro sem poiso

Palavras soltas, livres, voando por aí

30.01.20

Sofremos porquê?


Isa Nascimento

Sofremos porque interpretamos.

Sem interpretação não haveria sofrimento. Mas não é humanamente possível não interpretar aquilo que percecionamos. A única coisa que podemos fazer é (tentar) controlar o impacto que as vivências têm sobre nós.

Esta tarefa é árdua e difícil, pois o processo interpretação->emoção acontece no nosso cérebro de forma automática e inconsciente, como se não o pudéssemos controlar.

Mas podemos. Se pouco podemos fazer em relação aos acontecimentos externos, como, por exemplo, os acidentes e os problemas das pessoas que amamos, podemos, efetivamente, intervir sobre o seu impacto em nós.

É possível escolher não nos deixarmos afetar por algo a um nível que nos impeça de viver “normalmente”, que condicione irreversivelmente a nossa felicidade.

Este processo de “digestão” e “assimilação” dos eventos da vida não é, simplesmente, arrumá-los na gaveta. Tem etapas de análise, compreensão, relativização e aceitação que, por vezes, demoram anos a cruzar a meta.

Contudo, se nos dispusermos a isso, o tempo cura mesmo (quase) tudo.

IMG_2965.JPG

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.